A MELHOR INFORMAÇÃO

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

CREPURI - SOBRINHO MATA O PRÓPRIO TIO NO GARIMPO ALTO ALEGRE

Segundo informações de familiares a morte foi por volta das 17 horas de hoje.
Deste dia 29 de outubro de 2016 sábado, homem foi morto a tiros pelo próprio sobrinho no garimpo alto alegre sua esposa que estava em ITAITUBA tomou conhecimento da morte do seu esposo através de uma ligação feita pelo Whatsapp.

O homicídio ocorreu por volta das 17 horas de hoje segundo a família, homem conhecido Antônio Félix Pereira de 56 anos de idade com o apelido de Fá, o acusado e o sobrinho conhecido como Ronald está Foragido e a polícia está atrás do elemento que está com a arma do crime e mais um revólver.

Segundo relatos eles já tinham uma rixa antiga por brigas de terras, onde hoje foi inevitável esse homicídio. O corpo foi para o cripurizão e de lá veio para Itaituba de avião, o mesmo decolou com o corpo no pista da fazenda rosa de maio no km 17, amigos e familiares foram até a 19° seccional e fizeram o boletim de ocorrência para solicitar uma perícia no corpo da vítima , o CPC Renato Chaves foi fazer a remoção do corpo para os trametis legais.

Nota do blog, em que tempos estamos onde o próprio parente tira uma vida de outra pessoa que viu cresce, infelizmente existem pessoas na sociedade que não uma mínima de consciência.


Fonte: Diego Gama Notícias

www.diegogamajoticias.blogspot.com.br

sábado, 29 de outubro de 2016

Á AGUAS DE NOVO PROGRESSO ALTERA HORÁRIO DE ATENDIMENTO À POPULAÇÃO

Águas de Novo Progresso, concessionária que administra os serviços de água do município, passará a atender a população em novo horário a partir da próxima segunda-feira, dia 31 de outubro.

O setor de atendimento ao público funcionará das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira. A solicitação de serviços como ligações de água, pedidos de religação e dúvidas sobre faturas devem ser realizados neste novo horário de expediente.

A alteração do horário não prejudicará a eficiência dos serviços oferecidos à população, já que a concessionária disponibiliza uma importante ferramenta online, a Agência Virtual, disponível no site www.aguasdenovoprogresso.com.br.

Neste endereço eletrônico, sem sair de casa, o usuário pode retirar a 2ª via da fatura, ter acesso aos históricos de pagamento e consumo, verificar dados cadastrais, e informações sobre o tratamento e a qualidade da água com segurança e agilidade.

Para mais informações sobre a alteração no horário de funcionamento ou dúvidas sobre os serviços prestados, a população tem à disposição os telefones 3528-2958 e plantão 98119-1919.

Assessoria de Comunicação

Nascentes do Xingu

TEMER VIRÁ A GUARANTÃ DO NORTE PARA ENTREGA DE TÍTULOS URBANOS, DIZ SENADOR.

Segundo Cidinho, Padilha afirmou que a vinda está programada para o dia 22 de novembro.

Temer virá a Guarantã do Norte para entrega de títulos urbanos, diz senador.

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou em audiência com os senadores Cidinho Santos e Wellington Fagundes, ambos do PR, que está prevista a vinda do presidente Michel Temer a Mato Grosso no próximo mês para a solenidade de distribuição de títulos urbanos a mais de 3.600 famílias e ainda para duas visitas prévias a Guarantã do Norte e Tabaporã para a entrega de 1.000 títulos rurais. Não foi confirmado qual cidade Temer visitará.

Segundo Cidinho, Padilha afirmou que a vinda está programada para o dia 22 de novembro. Essa seria a primeira visita do novo governo ao Estado e, segundo o senador, sinaliza o interesse da presidência em acelerar o processo de regularização fundiária no país.

“Fomos até o ministro justamente cobrar maior agilidade na regularização fundiária dos assentamentos em Mato Grosso. Essa situação se arrasta há muitos anos e milhares de pequenos produtores vivem praticamente na ‘ilegalidade’”, disse o senador.

Ele afirmou ainda que o ministro já agendou uma reunião com a bancada federal do estado para o dia 17 de novembro. “O ministro entende que a participação da bancada nesse processo vai contribuir para descentralizar ações e até mesmo dar orientações sobre o que pode ser feito, pois conhecemos as demandas muito de perto”, afirmou o senador Cidinho.


Fonte: Informações da Assessoria de Comunicação 

Por: Jornal Folha do Progresso

CARRO OFICIAL USADO EM CRIME AMBIENTAL EM RESEX NO PARÁ

Agentes do ICMBio encontram na Reserva Extrativista Verde Para Sempre caminhonete da Prefeitura de Altamira com arma, munição, bebida e animais silvestres abatidos.

Agentes de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) encontraram no último sábado (22), na Reserva Extrativista Verde Para Sempre, em Porto de Moz, no Pará, uma caminhonete oficial da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Altamira, carregada com cerca de 74 munições de diversos calibres (20, 28 e 32), uma espingarda calibre 20 e três animais da fauna silvestre abatidos, sendo duas pacas e um caititu, além de garrafas de cerveja e refrigerante.

Segundo o relato dos agentes, ninguém foi preso, pois não foi possível identificar as pessoas que estavam na caminhonete, já que não havia ninguém no local no momento da abordagem. Foram lavrados autos de infração no valor total de R$ 12 mil em nome da prefeitura. “O entendimento é de que a responsabilidade pela liberação e uso de veículos oficiais é sim da prefeitura. Ela tem o dever e a obrigação de zelar pelo uso correto de seus bens”, disse uma analista ambiental que atua na reserva.

Ainda segundo a analista, o secretário de Saúde do município compareceu, depois, ao escritório do ICMBio em Altamira, mostrou-se indignado com o fato e prometeu identificar, através do controle interno de uso de veículos, as pessoas que estava utilizando a caminhonete no dia do ocorrido.

De acordo com gestores da reserva, a prefeitura irá responder a processo administrativo no âmbito do ICMBio, e o crime será denunciado ao Ministério Público Federal para apuração na esfera criminal. “Ao entregarmos os armamentos apreendidos na Polícia Federal, foi aberto procedimento no órgão para apurar a ocorrência”, disse a analista ambiental.



Fonte: ICMBio

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

NOVO PROGRESSO – APÓS ACORDO INDÍGENAS KAYAPÓ LIBERAM VEÍCULOS DA REDE CELPA NESTA MANHÃ DE HOJE (28

Como nossa redação havia relatado na tarde de ontem (27) indígenas da etnia Kayapó estavam mantendo dois veículos da empresa Rede Celpa “apreendidos” após o não comprimento do acordo fechados entre os dois lados. Mas nesta manhã de hoje, sexta-feira (28) os dois veículos sendo ele 01 (um) FIAT Strada branco da empresa ENDICON, e 01 (um) caminhão CARGO Ford da empresa MASTEC – Serviços técnicos Ltda foram liberados. Logo após a liberação dos veículos que aconteceu nesta manhã, os funcionários da empresa MASTEC que prestam serviços para a Rede Celpa, já seguiram viagem para a cidade de Santarém, pois os funcionários não residem em Novo Progresso.


Oque leva a acreditar que a empresa, passou uma posição aos indígenas. Pois os mesmo diziam não liberar os veículos até que tudo fosse acertada. Nossa reportagem vai tentar pegar o documento assinado por ambos os lados.


Da Redação: Jailson Rosa

Publicado: Cultura FM a mais ouvida.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

PAPAGAIO REVELA TRAIÇÃO DE MARIDO COM EMPREGADA E CASAMENTO ACABA.


Foto: Pixabay
Um homem quase acabou indo para a cadeia depois que um animal de estimação da família expôs seu caso com a empregada.

A suposta traição veio à tona depois que o papagaio começou a repetir frases “de flerte” na frente de sua mulher, que não tinha ouvido nada parecido com isso por algum tempo. Ela já desconfiava sobre o relacionamento do marido com a empregada doméstica em sua casa em Kuwait, de acordo com Al Shahed Daily.

Então, quando o pássaro começou a repetir o que tinha ouvido, ela levou o animal como prova para a polícia. O adultério é ilegal no Estado do Golfo, podendo levar à prisão.

No entanto, as autoridades disseram que as frases ditas pelo pássaro não poderiam ser admitidas no tribunal, pois ele também poderia ter ouvido a conversa íntima na TV ou no rádio.

Assim, o caso não avançou, mas ganhou as manchetes ao redor do mundo. E não é a primeira vez que um papagaio passa informações sobre casos extraconjugais.

Em 2006, um pássaro desta mesma espécie teria revelado o caso de uma mulher com um colega de trabalho, gritando “eu te amo Gary” na frente de seu namorado - cujo nome era Chris.

Yahoo Notícias

SEMMA E IBAMA NEGLIGENCIAM PESCA PREDATÓRIA

Líder comunitário cobra maior rigor nas fiscalizações.

Passado quatro meses da realização de uma reunião na região do Ituqui, onde na presença de representantes do Ministério Público Estadual (MPE), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) os comunitários apresentaram aos órgãos as grande dificuldades enfrentadas pela comunidade. Entre eles, o aumento exponencial de roubo de gado e da pesca predatória. A questão fundiária também foi pauta dos assentados da PA-Ituqui.

No entanto, dos encaminhamentos realizados no evento, pouca coisa saiu do papel. Os moradores sentindo-se abandonados pelas autoridades locais, recorrem mais uma vez à reportagem do Jornal O Impacto para denunciar.

“Existe praticamente um descaso das nossas autoridades competentes em relação à questão de fiscalização. Infelizmente, é nos imposta goela abaixo uma burocracia severa, que invés de ajudar, prejudica a sociedade. Quando vamos denunciar crimes ambientais na Semma, os servidores alegam que não tem recursos para irem fiscalizar. Na região do Ituqui estão acontecendo diversas invasões nos lagos, onde os peixes nesta época do ano estão em represas devido à seca do rio. Os peixes estão dentro do lago, não tem para onde correrem, então, pessoas infratoras da lei chegam lá, de forma irregular, cercam o peixe que tem ali, pegam os peixes que realmente eles querem, os que eles não querem deixam mortos na beira do lago. Neste meio, eles pescam os peixes que estão no defeso e até mesmo tracajás. As denúncias são de pessoas que se infiltram dentro das comunidades, dificultando a própria vivência entre os comunitários. Já teve caso de pessoas que vieram de outros municípios, e estão praticando a pesca predatória e capturando quelônios na região do Ituqui, tudo na calada da noite, e nós não podemos contar com a fiscalização da Semma, muito menos com a fiscalização do Ibama”, denuncia Osmar Didier.

O líder comunitário afirma que, com abandono enfrentado pela comunidade, não resta outra alternativa, a não ser a comunidade tentar resolver grandes partes das situações por conta própria, fato que pode gerar um grande perigo àqueles que tentam deter os crimes ambientais, por exemplo.

“[…] Com isso, é a própria comunidade que se organiza, (correndo risco de morte) para tentar parar os infratores. Já houve caso de um grupo de mulheres da comunidade de São José, apreender materiais de pescas de pessoas que estavam praticando atividade irregular dentro das áreas de proteção ambiental da região do Ituqui. Nós já reivindicamos junto à Z-20, que as pessoas que a comunidade flagrar cometendo este tipo arbitrariedade, não sejam beneficiadas pelo Seguro-Defeso. Nos últimos tempos, aumentou muito o roubo de gado, de bajaras, rabetas e equipamentos utilizados no dia a dia. Então, nós apelamos, solicitamos que as autoridades possam olhar com carinho a situação da região do Ituqui”, diz Osmar Didier.

Para Osmar, sem fiscalização, as pessoas que cumprem o defeso ficam revoltadas. “Então, se não houver uma cooperação dos órgãos competentes, Semma, Polícia Militar e Ibama os recursos ambientais estão fadados a acabar. Você faz a denúncia, espera uma ação concreta, infelizmente essas pessoas não aparecem lá. Acaba que a gente dá nossa cara a bofetada, porque você faz uma fiscalização, como por exemplo a realizada pelas mulheres guerreiras do São José. Porque se os órgãos competentes não tomarem providências, vai ser mais difícil manter a comunidade motivada a cumprir a lei”, declarou Osmar.
SAIBA MAIS: Comunitários do Ituqui denunciam problemas fundiários e ambientais ao MPE: Durante reunião que aconteceu no mês de junho com representantes do Ministério Público Estadual(MPE), SEMMA e Ibama os comunitários do Ituqui denunciaram que enfrentam problemas de assistência em todos os sentidos.

O MPE participou de reunião do Conselho Regional de Pesca, na comunidade de São Benedito do Ituqui, localizada a cerca de 2 horas de barco de Santarém, na região da várzea, no rio Amazonas. O encontro ocorreu no barracão comunitário. O Conselho reuniu as comunidades integrantes do Projeto de Assentamento PA-Ituqui, que relataram problemas relacionados à regularização fundiária e ambientais, dentre outros.

O Ministério Público foi representado pela promotoria de justiça Agrária de Santarém. A promotora de justiça Ione Missae Nakamura enviou mensagem aos comunitários. “Vamos encaminhar as demandas que forem de atribuição do Ministério Público e estamos à disposição em Santarém para qualquer esclarecimento”, disse Railana Fernanda Neres, que representou a promotoria.

Estiveram representados no encontro a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), além de comunitários de Nova Vista, Vila Marcos, São José, São Benedito, São Raimundo, Conceição, Santana, N.S. de Lourdes, Fé em Deus e Aracampina, que integram o PA-Ituqui.

O presidente do Conselho, Osmar de Oliveira, disse que a situação das comunidades de várzea necessita de atenção das autoridades. “Enfrentamos problemas de assistência em todos os sentidos. Temos necessidade de informação e comunicação com os órgãos competentes, por isso convidamos os representantes para essa reunião”, explicou.

Dentre os problemas está a questão da regularização fundiária. O PA foi criado pelo Incra e os moradores ainda não possuem a documentação legal que lhes permite acesso aos programas de crédito. O Plano de Utilização (PU) elaborado na época, também necessita de revisão, o que deverá ser feito nos próximos meses pela comunidade, com o auxílio da Ufopa. “Já temos um grupo de trabalho que pode auxiliar na revisão do projeto”, disse Socorro Pena, representante da Ufopa.

Os agentes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente garantiram a intensificação da fiscalização na região, principalmente em relação à pesca predatória. “Já atuamos nessa região, mas vamos combinar outras operações e informar o modo de comunicação para fazer as denúncias”, disse Arlen Lemos, chefe da equipe de fiscalização.

Também foram citados problemas de qualidade da água, cuja rede de abastecimento não chega nas casas; implantação do programa Luz para Todos nas comunidades que ainda não possuem energia, somando 548 residências; necessidade de fiscalização para problemas ambientais, como a pesca predatória, extração irregular de argila, criação de gado fora dos padrões que constam no plano e venda ilegal de terras.



Por: Edmundo Baía Júnior

SANTARÉM TERÁ CAMPANHA DE COMBATE AO RACISMO CONTRA INDÍGENAS.

Acordo entre MPF, União, Estado e Município prevê ações educativas por meio de eventos nas escolas.

O Ministério Público Federal (MPF), a União, o Estado do Pará e o município de Santarém assinaram um acordo na Justiça na terça-feira, 25 de outubro, que prevê uma série de medidas de combate à discriminação contra indígenas no município e de valorização da história e culturas dos povos indígenas do baixo Tapajós e rio Arapiuns.

Todo ano serão realizados ciclos de palestras em instituições públicas de ensino. Também haverá, de modo permanente, curso de formação para profissionais da educação e demais servidores. Está prevista, ainda, a publicação de cartilha sobre o tema e campanhas na mídia.

Segundo ação ajuizada pelo MPF em 2014, que deu origem ao acordo, os atos discriminatórios contra os índios têm sido recorrentes em Santarém, principalmente em ambientes escolares ou em meio a disputas pelo direito à terra.

O texto do acordo, que teve o incentivo fundamental do juiz federal Domingos Daniel Moutinho da Conceição, destaca que o Brasil é signatário da Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial, que prevê “a adoção de medidas imediatas e eficazes, principalmente no campo do ensino, educação, da cultura e da informação, para lutar contra os preconceitos que levem à discriminação racial e para promover o entendimento, a tolerância e a amizade entre nações e grupos raciais e éticos”.


Detalhes – Nas edições da Semana de Combate ao Racismo e Discriminação contra Indígenas, durante a semana em que se comemora o Dia do Índio, serão realizados ciclos de palestras em pelos menos cinco escolas da rede pública estadual, cinco escolas da rede pública municipal e em uma das unidades de Santarém do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) e da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), ou em suas proximidades.

Essas Semanas terão que obrigatoriamente contar com a participação de índios das etnias locais e de técnicos da União, Estado e município, e, se necessário, de representantes do MPF.

A cartilha educativa terá tiragem de 15 mil exemplares e será distribuída já na edição de 2017 da Semana de Combate ao Racismo e Discriminação contra Indígenas. Durante essa e em todas as edições do evento, MPF, União, Estado e município farão campanhas de conscientização nos meios de comunicação.

A primeira edição do curso de formação para profissionais da educação e demais servidores, como os da saúde, de órgãos ambientas e da Fundação Nacional do Índio (Funai), será realizada até abril do ano que vem. O curso será voltado para profissionais da educação básica e, se necessário, a outros técnicos cuja participação seja aprovada pelas instituições promotoras.

Entre outros compromissos, Estado e município ficaram de sugerir aos conselhos estadual e municipal de educação normas que proíbam uso de material didático que estimule, mesmo que indiretamente, o preconceito contra indígenas.

Histórico – Há aproximadamente duas décadas, diversos povos indígenas da região de Santarém passaram a se engajar em um amplo movimento de autodeterminação de suas identidades indígenas e reivindicações de direitos constitucionalmente assegurados, tais como demarcação de territórios, educação diferenciada e saúde, registrou a ação do MPF.

Esse processo, no entanto, é encarado com desconfiança pela sociedade regional e por movimentos sociais em atividade no município, que negam a identidade indígena desses povos. “São constantes as afirmações de que se trata de índios falsos, que tentam se passar por índios para obter supostos benefícios, obter terra alheia, etc”, informou, na ação, trecho de relatório pericial do analista em antropologia do MPF em Santarém, Raphael Frederico Acioli Moreira da Silva.

Como exemplos da crescente intolerância contra indígenas no município, o MPF citou na ação casos de denúncias de atos discriminatórios em escolas, de atos praticados por servidores públicos e até o incêndio de uma moradia indígena em 2014. Mais recentemente, em outubro de 2016, durante uma passeata de indígenas ocorrida no Encontro Nacional dos Estudantes Indígenas pela orla da cidade houve hostilização dos participantes. “Existe perigo de dano irreparável ou de difícil reparação, em razão dos recentes episódios de intolerância étnica que ocorreram na região”, alertou a ação.



Fonte: RG 15/O Impacto e MPF

SEC. DE MEIO AMBIENTE MANTÉM MULTA DE MAIS DE R$ 500 MIL A ÁGUAS DE NOVO PROGRESSO.

A multa foi aplicada com base no Art. 66. D Decreto 6514/08 - Construir, reformar, ampliar, instalar ou fazer funcionar estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores ou utilizadores de recursos naturais, sem licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, em desacordo com a licença obtida ou contrariando as normas legais e regulamentos pertinentes.
A multa aplicada pela Secretaria de Meio Ambiente de Novo Progresso (Sema) na Águas de Novo Progresso em R$ 500 mil ainda permanece na esfera administrativa, dentro do prazo estipulado a concessionária recorreu a SEMA, mas suas alegações não puderam ser aceitas. O Secretário Municipal Juliano Simionato assinou no último dia 18 de outubro a descisão, ofertando prazo legal de 05 dias para o pagamento da multa, mas agora a empresa pode recorrer ao Conselho Municipal de Meio Ambiente. Depois, se for o caso, é possível recorrer ainda ao Judiciário.



Por: Édio Rosa – Cultura FM 87.9

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

HOMICÍDIO – HOMEM TEM A VIDA CEIFADA EM GARIMPO PRÓXIMO A NOVO PROGRESSO-PA

Neste último domingo (23) por volta das 23h00min, ocorreu um homicídio no garimpo do Cruzado, Vicinal Marajoara. Sendo a vítima o nacional Francisco Alves de Sousa, popularmente conhecido como “Neguinho”. O mesmo foi vitima de esfaqueamento, não resistindo aos ferimentos veio a falecer ainda no local. O acusado de ceifar a vida do garimpeiro ainda não se sabe e a motivação do crime também é desconhecida.

O corpo de Francisco foi encaminhado para o Hospital Municipal de Novo Progresso-PA para as devidas providências cabíveis, e logo depois liberado para que os familiares pudessem velar o corpo. O crime já é do conhecer dos policiais da DEPOL e o crime será investigado.



Da Redação: Jailson Rosa/ Rádio Cultura FM

ÍNDIOS MUNDURUKU FAZEM PROTESTO E IMPEDEM TRÁFEGO EM ITAITUBA, NO PARÁ.

Um grupo de índios da etnia Munduruku do Médio Tapajós interditou um trecho da avenida Marechal Rondon, impedindo o acesso de veículos ao porto da balsa de Itaituba, no sudoeste do Pará, na manhã desta terça-feira (25).
O porto é a principal entrada da cidade a a única saída para a rodovia BR-163. De acordo com os índios, a manifestação faz parte de uma mobilização nacional dos povos indígenas contra uma portaria do Ministério da Saúde que tira a autonomia dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Disei) para ordenamento das despesas. O G1 tenta contato com o Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei). Um grupo de índios da etnia Munduruku do Médio Tapajós interditou um trecho da avenida Marechal Rondon, impedindo o acesso de veículos ao porto da balsa de Itaituba, no sudoeste do Pará, na manhã desta terça-feira (25).
O porto é a principal entrada da cidade a a única saída para a rodovia BR-163. De acordo com os índios, a manifestação faz parte de uma mobilização nacional dos povos indígenas contra uma portaria do Ministério da Saúde que tira a autonomia dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Disei) para ordenamento das despesas. O G1 tenta contato com o Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

Por : Blog do Patrocínio

Fonte: Júnior Ribeiro

ÍNDIOS MUNDURUKU LIBERAM REFÉNS EM ALDEIA NO SUDOESTE DO PARÁ

Índios da etnia Munduruku decidiram liberar na manhã deste sábado (22) um engenheiro e outros cinco operários responsáveis pela construção de um posto de saúde na aldeia Teles Pires, na divisa do Pará com o Mato Grosso.


Eles foram feitos reféns pelos indígenas na última segunda-feira (17) e estão a caminho do município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará. Os índios reclamavam do atraso na obra, que deveria ser entregue neste sábado, porém, eles afirmavam que nada havia sido feito até o momento. A Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Distrito Sanitário Especial Indígena (Disei) acompanharam o caso. Representantes da Procuradoria Geral da República e do Disei propuseram aos Munduruku a rescisão do contrato com a construtora e chamar a segunda empresa listada no processo licitatório. De acordo com o Disei, a empresa responsável pela construção do posto de saúde na aldeia Teles Pires estava à frente na construção de outros três postos de saúde, todos localizados em aldeias indígenas. A contratação de mão de obra local seria o pré-requisito firmado com a empresa que venceu a licitação, mas os indígenas reivindicavam ainda questões trabalhistas e cobram o pagamento de salários que também estariam atrasados.



Fonte: http://g1.globo.com/pa/para

terça-feira, 25 de outubro de 2016

SECRETARIO ESTADUAL DE AGRICULTURA E PESCA HILDEGARDO NUNES RECEBE SECRETARIOS MUNICIPAIS DE NOVO PROGRESSO.

No intervalo do I Seminário de Piscicultura do Tapajós na quinta feira foi realizada uma reunião de trabalho sobre a implantação da Bacia Leiteira no Município de Novo Progresso e Região.



Participaram da reunião o Secretario de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca – SEDAP (Hildegardo Nunes) , Gerente Regional Sedap (Douglas) ,Secretário de Agricultura de Novo Progresso ( João Borges ), Secretário do Meio Ambiente de Novo Progreso (Juliano Simionato), Presidente e Diretor da Coopernova (Daniel Robson e Odomeno) e o Alvarenga.

O senhor João Borges iniciou os trabalhos falando sobre a implantação e a importância da Bacia Leiteira para Novo Progresso e Região, tanto no aspecto de crescimento econômico como no aspecto de geração de emprego e renda para o Município e Região. Terminado a explanação do Seu Joãozinho o Presidente da Coopernova ( Daniel ) explicou como a Coopernova pretende desenvolver o seu trabalho em Novo Progresso e Região. Qual a politica do leite a ser adotada para os produtores, foi falado sobre a alíquota do ICMS, sobre tanques resfriadores, sobre a possibilidade de implantação de uma politica de financiamento dos produtores junto as instituições financeiras.

Ao final da reunião todos chegaram a conclusão que foi muito positiva e que as demandas solicitadas e possível de ser alcançadas.




Por: Gilberto Alvarenga

PRODUTORES RURAIS DE NOVO PROGRESSO ENVOLVIDOS COM A BACIA LEITEIRA RECEBERÃO A INSTALAÇÃO DE 22 TANQUE.

Os tanques resfriadores estão distribuídos da seguintes maneira: 2 tanques 2000lts, 5 de 1500lts e 13 de 1000 lts. Sendo que no Município já possui dois tanques resfriadores que estão parados, quando os técnicos da Coopernova vierem instalar os tanques novos, eles irão recupera os dois tanques existentes.

A bacia leiteira de Novo Progresso ira começar com 22 (vinte dois ) pontos de coleta de leite. Com previsão para ser instalado mais 15 pontos no Município.

O técnico da Coopernova ( Welson ), solicitou que os produtores rurais construam os abrigos ( casinhas ) local a onde serão instalados os tanques, puxem a energia e envie as fotos da obra construída, somente depois de construído os abrigos que serão enviado os tanques.

Com essa solicitação do técnico da Coopenova ficou evidente que a Cooperativa e a Secretária de Agricultura em nome do Senhor João Borges fizeram cada um a sua parte para a implantação da bacia leiteira, neste momento a decisão de consolidar a implantação da bacia leiteira está na mãos dos produtores rurais, porque para continuar o outro estágio necessita dos abrigos e da energia.

Conforme disse o Welson: O sucesso da bacia leiteira vai depender do pessoal interessado que nos visitou, que participou das reuniões e que foram visitados. Acredito que agora já demos um bom passo, agora é por em prática tudo que foi planejado.



Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso – Por: Gilberto Alvarenga- Contador

ONDE CELEBRAR O DIA MUNDIAL DO MACARRÃO EM FORTALEZA

Nesta terça-feira, dia 25 de outubro, é comemorado o Dia Mundial do Macarrão. Para celebrar a data, o restaurante La Bella Italia é uma ótima opção em Fortaleza com menu recheado de massas frescas e secas. Espaguete, penne e linguine são alguns dos cortes servidos com diferentes molhos artesanais. Já o fettuccine comanda a lista de preferências entre as pastas frescas.

O restaurante é a principal referência em comida italiana em Fortaleza. Há 11 anos em operação na cidade, fundado pelo empresário Luca Lunghi, apresenta  antepastos, massas, pratos contemporâneos e sobremesas, seguindo receitas tradicionais italianas assinadas pelo chef Andrea Antonucci, que atualmente conta com a parceria do chef Felipe Viana.O sommelier Narcizio Filho assina a carta de vinhos com rótulos italianos exclusivos, entre outras nacionalidades. Depois de passar por uma recente reforma, a casa conta com um novo ambiente climatizado assinado pelo arquiteto Carlos Otávio.

Serviço:

La Bella Italia

Avenida Almirante Barroso, 812, Praia de Iracema.Funciona todos os dias, das 18h a 0h; aos domingos, também abre para o almoço. Telefone: (85) 3219.2166 - Redes Sociais: @labellaitaliaFortaleza



Por: Marcellus Rocha

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

NOVO PROGRESSO PARTICIPA DO 1° SEMINÁRIO DE PISCICULTURA DO TAPAJÓS NO MUNICÍPIO DE ITAITUBA.

Estiveram presentes em Itaituba na quinta feira (20/10) para participarem do 1° Seminário de Piscicultura do Tapajós o Secretário de Agricultura de Novo Progresso (Joãozinho Borges)e o Secretário de Meio Ambiente de Novo Progresso (Juliano Simionato), Presidente e Diretor da Coopernova (Daniel  e Odomeno), Produtor Rural do assentamento Santa Julia (Elias), Vereador Cabral (PDT) e Alvarenga.

Este encontro foi coordenado pelo Gerente Regional da Sedap (Douglas) , na reunião  estava presente os pescadores , os produtores rurais ligados a agricultura familiar e os secretários de agricultura dos seis municípios ao qual pertence a regional da SEDAP.

O Seminário servir para que os participantes adquirir-se conhecimento sobre os seguintes pontos voltados para a piscicultura:

Legislação Ambiental;

Sistema de Produção e Orientação Técnica;

Produtor fazendo relatos das suas experiências com a produção de Tambaqui e Pirarucu;

Insumos e rações;

Cadeia da Piscicultura no Brasil.

Nesta palestra o Secretário de Desenvolvimento  Agropecuário  e da Pesca – SEDAP ( Hildegardo Nunes ) fez abertura do seminário e falou da importância do setor para economia do Pará, o potencial do mercado e a grande quantidade de rios, igarapés, lagos que existe e favorece o desenvolvimento da piscicultura no Estado do Pará.

O Encontro foi muito proveitoso para os participantes porque adquiriram conhecimento das novas tecnologias para criação de peixe, da legislação ambiental especifica para a piscicultura.



Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso – Fotos: Alvarenga